fbpx

notícias

DF: Caixa financia mais habitação em Brasília

14/2/2006
A A

Os contratos de habitação somaram R$ 424,1 milhões, valor 42% superior ao registrado em 2004. O número de famílias que adquiriu casa própria com esses financiamentos chegou a 24,2 mil. Entre os programas da Caixa, o que mais teve contratos assinados foi a Carta de Crédito com 58,897 unidades financiadas e um gasto de R$ 73,55 milhões. A Carta de Crédito de FGTS teve 13.002 empréstimos no valor de R$ 70,63 milhões.

Na área comercial o valor chegou a R$ 1,4 bilhão no ano passado e deve atingir R$ 2 bilhões este ano, um crescimento de 34%.

– Nunca tivemos um crescimento tão alto e, provavelmente, vamos ultrapassar as expectativas de 2006 devido à movimentação registrada em janeiro deste ano – afirmou Hermínio Basso, superintendente do Escritório Institucional Congresso.
O financiamento para as pessoas jurídicas cresceu, segundo o levantamento apresentado pela Caixa, 89% de 2004 a 2005 e passou de R$ 239,5 milhões para R$ 454,9 milhões.
Os empréstimos comerciais feitos pela Caixa somaram R$ 457,9 milhões e cresceram 53% em relação a 2004.
– O crédito comercial possibilita o movimento de todo o comércio – afirmou Basso.

Para as pessoas físicas o valor emprestado cresceu 40%. Passou de R$ 655,8 milhões para R$ 920,1 milhões.

Segundo Basso, o Feirão da Casa Própria, realizado em outubro do ano passado, propiciou um aumento do número de contratos de financiamento habitacional. A feira reúne principais instituições atuantes no setor habitacional: cartórios, agência da Caixa, o Sindicato da Construção Civil, empresas imobiliárias e assessoria jurídica.
– O financiamento habitacional não trata apenas da moradia, mas da melhoria da qualidade de vida das pessoas – avalia Basso, que cita o aumento do consumo nos comércios como uma conseqüência do crescimento dos empréstimos.

De acordo com o superintendente, ao garantir o empréstimo para a construção da casa própria, a Caixa gera empregos, aumenta a renda das famílias e movimenta a economia.

A autorização para a concessão de um empréstimo leva, segundo a Caixa, um mês e uma semana.

– A Caixa tem buscado aperfeiçoar a linha de crédito em produtos. Hoje, é possível encontrar aqui empréstimos de diversos tipos para várias faixas de renda – afirma Basso.

Reportagem publicada pelo Jornal do Brasil em 11/02/06
Liderança do PT na CLDF

compartilhe