fbpx

notícias

Dep. Erika Kokay: Racismo estrutural contribui para o desemprego e mais mortes entre os negros

19/11/2021
Reprodução
A A

O Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, serve para refletir sobre o racismo estrutural que existe no Brasil, segundo analisa a deputada Erika Kokay (PT-DF), que está à frente de debate a ser realizado na Câmara sobre o combate à intolerância religiosa. A discriminação, de acordo com a parlamentar, é verificada em índices como o desemprego entre os negros, que somam 72,9% dos brasileiros sem ocupação, ou então a saúde, porque estudos demonstram que o índice de mortes entre os negros é cinco vezes superior aos demais estratos.

Erika Kokay lamenta ainda que algumas políticas e o discurso do atual governo fomentem, em sua visão, uma liberdade para que o racismo fique mais ousado. Ela cita, por exemplo, que o negacionismo aprofundou a crise sanitária provocada pelo coronavírus, que atingiu especialmente a população negra, em função de dificuldades de moradia, trabalho remoto e informalidade.

Para a congressista, é preciso defender os avanços políticos conquistados nos últimos anos, concentrados nas políticas de cotas. Essas ações, de acordo com Erika Kokay, contribuem para a mobilidade social e combatem a discriminação contra minorias.

Confira a participação da deputada no programa Painel Eletrônico:

Matéria Publicada originalmente na Rádio Câmara

compartilhe