fbpx

notícias

Câmara aprova piso salarial nacional da enfermagem. Erika vota SIM!

5/5/2022
A A

Por esmagadora maioria, 449 votos contra 12, o Plenário da Câmara Federal aprovou, na noite desta quarta-feira (4), o piso salarial nacional da enfermagem. A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) votou favorável ao texto que prevê salário mínimo inicial de R$ 4.750 para a categoria. A proposta deve seguir para sanção presidencial, mas ainda necessita acordo sobre as fontes de financiamento. 

“O dia de hoje é um dia histórico! Vocês vão voltar para casa e vão dizer: ‘hoje fizemos história’. Depois de décadas de luta, vão arrancar o piso justo e que o presidente a República não ouse vetar a voz do povo brasileiro, porque se vetar, nós vamos derrubar o veto”, disse a deputada Erika.

Ao repercutir a aprovação, a deputada Erika afirmou que o Parlamento muitas vezes se coloca de costas para a população brasileira, mas que, desta vez, olhou de frente para a necessidade não apenas dos profissionais da enfermagem como também do conjunto da sociedade brasileira. 

A deputada lembrou que muito além da gratidão a esses profissionais que arriscaram suas vidas durante a pandemia, os parlamentares tiveram a oportunidade de expressar em um ato concreto esse reconhecimento com a aprovação do piso salarial dos profissionais de enfermagem para os enfermeiros, enfermeiras, técnicos, técnicas, auxiliares de enfermagem. 

“Nós tivemos aqui a possibilidade de reconhecer que os heróis e heroínas deste País, que não vestem farda e sim jaleco branco, são esses profissionais que choram a morte de tantos companheiros de profissão, que choraram tantas mortes ultimamente no Brasil, que conviveram com o medo e tiveram coragem, suplantando todo o medo. Penso eu que a saúde não poderia funcionar se não houvesse o exercício diário da profissão de enfermagem, dos auxiliares, técnicos e enfermeiros”, disse Kokay. 

“Portanto, nós nos abraçamos com o conjunto da população brasileira, porque assegurar a dignidade na profissão de enfermagem, assegurar um piso salarial, impedir que haja tanto aviltamento e que haja tanto desrespeito no dia a dia significa valorizar a dignidade do povo brasileiro. Nós estivemos abraçados com o povo brasileiro. Nós não estivemos de costas, não olhamos para o chão, não falamos de lado. Nós dialogamos em alto e bom som e expressamos de forma muito concreta a gratidão que este País tem com o exercício da profissão de enfermagem. Fizemos justiça”, completou a deputada. 

compartilhe