Noticias

“O 7 de setembro foi uma afronta à Constituição brasileira”, diz Erika Kokay

A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) ocupou a tribuna da Câmara Federal nesta quarta-feira (8) para repudiar as manifestações golpistas de Bolsonaro contra a democracia e o Estado de Direito. “Ulysses Guimarães falava sobre a Constituição e dizia: ‘Divergir, sim. Descumprir, jamais. Afrontá-la, nunca’. E o que nós tivemos nesse último dia Sete de Setembro foi uma afronta à Constituição brasileira”, disse a parlamentar.

A deputada questionou, ainda, quem financia as manifestações antidemocráticas. “Segundo uma parlamentar de Santa Catarina, de lá, saíram 400 ônibus. Quem financiou? Talvez aquele prefeito que foi pego colocando R$ 500 mil em caixas de papelão e contratando jatinho particular para não sofrer a fiscalização dos aeroportos saiba responder. Foram recursos públicos, recursos cuja origem não se sabe direito, recursos inclusive que financiaram um ato antidemocrático”, disparou. 

 

Segundo Kokay, as manifestações não trazem como pauta os problemas reais do povo brasileiro, mas unicamente ataques de ódio contra os poderes da República e a democracia. “As faixas que aqui nós tínhamos eram de fechamento do Supremo, eram contra este Parlamento. Eram faixas que exaltavam a ditadura militar, que sempre foi exaltada pelo Presidente da República — sempre”, criticou. “Estamos falando de um país que voltou a conviver com a fome, que tem quase 15 milhões de brasileiros e brasileiras desempregados, mais de 30 milhões na informalidade. É Fora, Bolsonaro, para o Brasil viver!”, completou.