Noticias

PL dos técnicos de gesso é aprovado pelo Plenário da Câmara

A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) foi a relatora da redação final do projeto de regulamentação da profissão de técnico em imobilizações ortopédica, mais conhecido como “técnicos de gesso”, aprovado no Plenário da Câmara Federal no último dia 13 de dezembro.

Para a parlamentar, que teve papel fundamental para a aprovação da matéria pelo Plenário da Câmara, o projeto põe fim a décadas de descaso sofridas por estes profissionais. “Trata-se de assegurar um direito, e nós vamos agora nos articular para que a matéria seja sancionada pelo presidente da República”, garantiu Erika Kokay. “A regulamentação da profissão é fundamental para garantir a aplicação integral dos direitos trabalhistas dos profissionais da área”, completou.

O que diz o texto - A proposta define a área de atuação do profissional, responsável pela aplicação e retirada de gesso e outras imobilizações ortopédicas, como talas. Será exigido nível médio e curso técnico com duração mínima de dois anos em instituição reconhecida pelo governo.

A proposta determina que o curso para formação de técnico em imobilizações ortopédicas só será reconhecido se for orientado por médico ortopedista e apresentar instalações satisfatórias e corpo docente de idoneidade profissional. Serão necessárias aulas práticas e teóricas, com a previsão de centros de estágio.